sábado, agosto 12, 2006

prisão

Pobre do que ficou na cadeia
de olhar resignado,
a ver das grades quem passa na rua!

pobre de mim que fiquei detido também
na Ilha tão desolada rodeada de Mar!......as grades também da minha prisão!

jorge barbosa











foto Vitor Reinecke

7 comentários:

Berenice disse...

O sentimento claustrofóbico de muitos ilhéus, difícil de compreender por quem não é.
Muitos beijinhos.

hl disse...

Em todos os sentidos a liberdade é um tesouro, acima de tudo a da Alma
Beijinhos:)

Natalie Afonseca disse...

HUm....interessante este cantinho!! :)

Morar numa ilha pode ser, por vezes, considerado como viver numa "prisão"....infelizmente!
Mas esta ilha é tão linda, pena as pessoas burras que há por aí!! :P
Beijinhos

wind disse...

A 2ª prisão aí descrita é a pior.
beijos

as velas ardem ate ao fim disse...

Realmente as ilhas podem criar a sensação de estar preso nela propria.
Mas tu es livre porque a tua lama é bela.

Su disse...

berenice....uma verdade:) jinhos

hl...a liberdade é tudo:)bjinhos

natalie....ops paletes de animais desses :))))) jinho

wind...é horrivel...beijos


as velas ardem até ao fim...obga linda pela "alma bela"...


jocas maradas per tutti

pb disse...

Mas a ilha não é um jardim, que como outro não há igual ?
beijokas