quinta-feira, julho 02, 2009

Se

se por acaso/ a gente se cruzasse / ia ser um caso sério / você ia rir até amanhecer/eu ia até acontecer/ de dia um improviso/ de noite uma farra/ a gente ia viver/ com garra /eu ia tirar de ouvido/ todos os sentidos/ ia ser tão divertido/ tocar um solo em dueto / ia ser um riso/ ia ser um gozo/ ia ser todo dia/ a mesma folia/ até deixar de ser poesia/ e virar tédio/ e nem o meu melhor vestido/ era remédio
daí vá ficando por aí/ eu vou ficando por aqui/ evitando/ desviando/ sempre pensando/ se por acaso/ a gente se cruzasse...
Alice Ruiz

9 comentários:

Pedrasnuas disse...

POIS...O PROBLEMA É FICAR A PENSAR SE A GENTE SE CRUZASSE POR AÍ...E FAZ O FILME TODO...DO BOM MAS DEPOIS DA SECA ...:)
DA ROTINA,DA DROGA DA VIDA A DOIS...:)
É MELHOR FICAR SÓ IMAGINANDO...E SE...:)))

JOK MARRAD

acutilante - frank verlag disse...

Nem vale a pena pensar.....Pois.

Su disse...

pedras, acutilante.............

pois não vale pensar-----------

jocas maradas para ambos

Teresa Queiroz disse...

evitando.....

gostei
beijinho

Su disse...

teresa...sim----evitando/ desviando/ sempre pensando---------
jocas maradas miuda

Margarida Piloto Garcia disse...

Os "ses" dominam por vezes a nossa vida.

wind disse...

Pois...:)
Beijos

Porcelain Doll disse...

:D Parece muito interessante este encontro! Todo o dia a mesma folia... até deixar de ser poesia e virar tédio... :) Assim é que é bom!

Beijos!

Marta disse...

EX CE LEN TE!

POEMA E IMAGEM :)

Não conhecia, princesa Su, obrigada!

beijos