terça-feira, maio 26, 2009

beira-mar

foto de Ricardo
“Estou sentado á beira-mar, olhando o mar sem o ver.
Voa no meu pensamento, a dança e contradança de lembrar e esquecer.
Não sei se vou esquecer. E enquanto sei e não sei;
Estou sentado à beira-mar, olhando o mar sem o ver.
Na tal dança, contradança de pensar e não pensar, pressinto que vou sentir lágrimas no meu olhar.
E enquanto sinto e não sinto, atiro pedras ao mar.”
Milan kundera

5 comentários:

Miguel disse...

Isto soa-me familiar...

Fernanda disse...

Mas que coisa mais bonita de se ler...

Eu gosto do Milan Kundera

"Quanto mais vasto é o tempo que deixámos para trás de nós, mais irresistível a voz que nos convida ao regresso"

Foi ele que escreveu...:)))

Uma abraço sem mar

Teresa Queiroz disse...

Milan Kundera !!!

será que as lágrimas chegaram...? :)

Su disse...

miguel; fer; teresa.............


jocas maradas .de mar....sempre

Marta disse...

um clássico a dizer!
gostei :)