quinta-feira, abril 30, 2009

Ninguém me diga ...........................

Ah, que ninguém me dê piedosas intenções!
Ninguém me peça definições!
Ninguém me diga:"vem por aqui"!
A minha vida é um vendaval que se soltou.
É uma onda que se alevantou.
É um átomo a mais que se animou...
Não sei por onde vou,
Não sei para onde vou,
-Sei que não vou por aí!

Excerto do "Cântico Negro" - José Régio

3 comentários:

as velas ardem ate ao fim disse...

Não conhecia este texto extraordinário!E a imagem divina e super para o texto!

bjo grande

Susana Garcia disse...

é um dos poemas que gosto muito esse que penso chamar-se cântico negro de José Régio.
beijinhos

Marta disse...

E eu só sei que é impossível não vir ter aqui!

beijos, linda