domingo, junho 07, 2009

Invento-me


foto de bruno silva

Invento-me neste desejo de te abraçar...

Invento-me hera, planta trepadeira,
agarro minhas gavinhas,
minhas expansões, com força,
em tuas estacas, para me poder à terra fixar...

Invento-me abelha, insecto,
Apenas para invadir a tua flor,
Que nasceu de meu desejo,

Para em teu mel, esse néctar,
a minha sede eu poder saciar ....

Invento-me leoa perdida de seu cio,
À procura de um trilho, um sinal, rasto teu,
Para que na floresta da vida,
Eu te possa encontrar...

Invento-me vento , Nortada, brisa, aragem,
Para de forma empolgada,
Agitar teu rio, ondular teu mar...

Invento-me, nestas todas metamorfoses
de ser eu própria, que trago silenciadas no meu espírito,
E ensaio-me assim, neste ser,
Nestas mil formas adoptadas,
Só porque te encontro ao inventar-me,
Mas porque te invento somente a ti!

Beatriz Barroso

6 comentários:

Teresa Queiroz disse...

e assim nos vamos inventando.... :)

Arabica disse...

Inventemos-nos todos os dias :)


Beijos

sonja valentina disse...

inventar e re-inventar, aqui e ali.... sempre, por uma boa causa. o amor.

Matilde Cê disse...

é bom inventar. Um dia, vamos todos inventar-nos de novo.

[]

Su disse...

teresa; arabica (saudades); sonja; matilde...........


jocas maradas ........sempreeeeeee

Porcelain Doll disse...

Abençoada imaginação... sagrada criatividade! Muito bonito!

Beijinhos!