quinta-feira, setembro 07, 2006

sal



assentemos o mar / sobre a paisagem branca /para estilhaçar o espelho exangue / onde os olhos se danam

no interior das pálpebras / somos como quando / crianças toda a água do mundo / nos cabia numa única lágrima / e todo o sal nos procurava na boca

carlos nogueira fino

7 comentários:

as velas ardem ate ao fim disse...

Sal e branco...puro...
as lagrimas são salgadas....puras
o mar é salgado...soberbo mas quantas vezes traiçoeiro...

wind disse...

Lindo!
beijos

woman's secret disse...

muito bonito.
beijo e bom fim de semana
Nadir

Tita - Uma mulher, Um blog, algumas palavras disse...

Numa palavra: Sublime
Adorei!

Su disse...

as velas ardem até ao fim....spre salgado....

wind; woman; titá....gostei...

jocas maradas per tutti

Silêncios disse...

Gosto...
Um abraço

pb disse...

bem...lindo, soberbo, muito bonito, sublime e gosto !!! beijokas e bfs