terça-feira, setembro 05, 2006


Não quero ter a terrível limitação de quem vive apenas do que é passível de fazer sentido.
Eu não: Quero é uma verdade inventada.

Clarice Lispector

12 comentários:

Rosa dos Ventos disse...

Bela a imagem, profundo o pensamento!

wind disse...

E o que é essa verdade?:)
beijos

pb disse...

isso xeira-me a alice no pais das maravilhas.....beijokas

mnemosyne disse...

...muitas vezes vivemos à superficie, apenas tocando a espuma das águas :)

Vanda Baltazar disse...

Porque será que a racionalidade das coisas me tira todo o prazer??

beijos de regresso

Van

José disse...

Bonito, sem dúvidas.
Beijinho

Rosalina disse...

a mim "verdade inventada" não me parece bem. soa-me a mentira.

claro que posso, também, não querer "ter a [tal] terrível limitação" e aí o som seria o da imaginação.

marakoka disse...

rosa dos ventos..:))))))))))))))

wind.....aquilo que eu quiser q seja.beijos

pb .... pq??? jocas

mnemosyne....tantas vezes....

van....pq a razão está em oposição à sensação...beijos

jose....tb gostei:) merci.bjo

rosalina....a "verdade inventada" será a imaginação, claro que sim.....

jocas maradas per tutti

Cristina disse...

E para que serve uma verdade se é inventada?
:)

pb disse...

porque não ha verdades inventadas, só nas historias.... beijokas

margusta disse...

um beijinho...em azul suspensa!!!

Delfim Peixoto disse...

Verdades...
Aqui e ali podemos descobri-las,e senti-las
bjnhs doces