terça-feira, abril 25, 2006

pobreza de espírito

.. e de quem é a culpa: do governo? da câmara? dos cabritos endiabrados? não, digo-lhes eu, a culpa é de todos nós, da nossa maldita pobreza de espírito, que tudo consente e a tudo se sujeita....

e nestas coisas de doença colectiva, quando a cabeça não pensa, o corpo é que paga, cantava variações


foto de JNunes

13 comentários:

hfm disse...

E cantava bem.

Carlos disse...

Fragmentos…..

Aqui deixo uns fragmentos, aguardando colaboração para os complementar e completar.

Considero que a tua opinião, a tua vivência é importante, por isso o desafio.

Aceita-o …..

As relações amorosas têm muitas versões,

Vanda Baltazar disse...

Parece que fomos domesticados, parece que nos estamos marimbando para tudo, desde que haja dinheiro para a casa, o carro, o super e os tubos de escape...enfim...falta-nos a bravura que nos levou pelo mar fora no rasto das especiarias...

Beijos sem gelo :)

Anónimo disse...

Já me identifico mais com pessoas como tú, pois as idades são parecidas, bem eu com um pouquinho mais. Lisboa? que saudades foram 25 anos ai. Gostei muito do teu blog está lindo, será que podemos conversar com mais frequencia, adorava. um bj tibeu
www.tibeu.blogs.sapo.pt

Mendes Ferreira disse...

e não serÁ da nossa "moleza"????


isto de ser-se à beira-mar tem muito que se lhe diga....demasiado sol demasiada preguiça...

__________________________


deixo-te um beijo a navegar....na malícia não inerte...

antonior disse...

Olá Su!
Parabéns, este teu espaço continua belo, sensual, sensível, sensitivo e Lúcido.....
Agora, adequadamente aos dias que acabaram de passar, veio a política, sensualidade zero e lucidez infinita...
Concordo! Só poderei dizer mais....raras vezes em que nos confrontamos com o exercício do poder instituído, não somos de alguma forma violados, quase independente de quem o estiver a exercer, porque aqueles que o poderiam exercer, para o bem da humanidade, são impedidos por quem não tem a estatura moral que lhes confira legitimidade...
...mas a democracia ensinou-nos a legitimar sempre qualquer coisa através do voto :-)
tantas doutrinas e filosofias políticas são belas na sua essência, sublimes foram os seus teóricos e tanta dor ao mundo deu o seu exercício.

Beijinhos

a lice disse...

...deixa-o pagar...

Su disse...

hfm... cantava:)))

carlos... em tudo há sempre, pelo menos, dois pontos de vista:))))

vanda....não tenho duvidas que a maioria está domesticada... falat.nos os ideiais que se perderam no tempo...restanos navegar...muito...beijos de rumos

anonimo/tibeu.... merci pelas palavras, mas não tenho endereço enm blog no sapo:))))

mendes ferreira...mar, sol, preguiça..pois....navegar é preciso...jocas

antonior...gostei de ler.te... mas continuamos com muitas teorias, filosofias, ideais....estagnados...
a demo.cracia....ensinou muita coisa, mas .... temos de fazer muito mais....retornamos ao 24, o 26 ainda está para vir.....


jocas maradas per tutti

wind disse...

Adorava-o. beijos

DE PROPOSITO disse...

Pobreza de espírito?..., as flores são maravilhosas, e um jardim está cheio de flores (disciplinadas).
Manuel

marakoka disse...

wind...ao variações claro:))) tb eu:) jinho

de proposito....as flores são maravilhosas

jocas maradas

hl disse...

Pobreza de espirito, falta de solidariedade, comodismo, medo, eis o que nos caracteriza, o que faz com que continuemos a ser um rebanho nas mãos de meia duzia que vão destruindo Portugal, que vão piorando cada vez mais a nossa qualidade de vida.

Anónimo disse...

Very nice site!
» » »