sábado, abril 29, 2006

eu quero já


Amanhã - Torquato da Luz

Não me digam que espere, eu quero já.
Cedo era ontem, amanhã é tarde.
Capitão de navios que já não há,
não vou deixar que o tempo me deserde.
Portanto, agora!
Hoje é que eu sou no gume da navalha.
Todo o minuto de outra hora
é a margem-viagem que me falha.
Já é que eu sou – e não me peçam nada
para amanhã, que é tarde.
Larguei todo o meu pano à madrugada,
não vou deixar que o tempo me deserde

11 comentários:

b' disse...

Trago boca pra comer
e olhos pra desejar
tenho pressa de viver
que a vida é água a correr


bjs
@:)

AS disse...

Cada dia que se passa no cais é um dia que se perde...

Um beijo Su e bom fim de semana

as velas ardem ate ao fim disse...

Não vais que ninguem te deserde...na vida estamos em contagem decrescente pir isso temos que ir a luta e soltar os panos pois então.

Su disse...

b.... bjos

frog...e o tempo passa depressa, não é? beijo

as velas ardem até ao fim...por isso, hoje.....jocas

António Almeida disse...

"não tenho tempo a perder
minha barca aparelhada
solta o pano rumo ao norte
meu desejo é passaporte
para a fronteira fechada"

desculpa b', tivemos a mesma ideia

wind disse...

É o célebre vive o dia-Carpe Diem:) beijos

Humor Negro disse...

é pra já Sue! é pra já!

hl disse...

Aqui e agora, é agora que vivo, é agora o momento...

floca disse...

portanto...vai.
Eu também acho que era já para ontem. Portanto vou.

inBluesY disse...

e 1 segundo pode ser tarde demais ... 1 BJ

Berenice disse...

«Hoje é que eu sou», mas nem sempre se adianta quem tem pressa...