terça-feira, outubro 18, 2005

experiência


«As paixões servem a espécie ou são simplesmente formas de turbulência destinadas a fazer evoluir as coisas?» [Ela estava] atenta à transformação que não tinha de facto sentido porque a natureza não faz escolhas. ( ) Evolui-se por meio da experiência e não da escolha.»
Agustina, Bessa Luís, Jóia de Família

14 comentários:

hfm disse...

Bela simbiose imagem/texto

Daniel Aladiah disse...

Querida Su
Acredito que se pode escolher entre experiências e entre paixões. A liberdade, mesmo com tantos constrangimentos, deve ser a última coisa a perder, quero crer...
Um beijo
Daniel

Su disse...

hfm ... merci
daniel...acredito na escolha sim...
jocas maradas

mfc disse...

Somos seres autodeterminados e podemos escolher, por certo, mas a escolha certa depende em muito das experiências anteriores!

margusta disse...

"As paixões"..........

Preciso de um xanax...lol
Beijinhos SU.

Moon Shadow disse...

«As paixões servem a espécie ou são simplesmente formas de turbulência destinadas a fazer evoluir as coisas?»

Mas... a evolução nao serve a espécie? Isto é, não necessáriamente a todos os sentidos, mas a longo prazo parece-me que sim.

"porque a natureza não faz escolhas."
Sinceramente não sei se isto será verdade. Há muitos exemplos me dão a impressão de que a natureza faz escolhas sim.

Na verdade se calhar a paixão e o amor não é mais do que um passo na evolução da vida. Quem sabe se daqui a muitos anos não serão os agora primatas a senti-lo e os nossos descendentes "sentirão" algo muito mais acima da paixão?

Amaral disse...

As paixões determinam, à sua maneira, a forma como se experiencia a realidade que criamos. Quanto à natureza, será que não faz escolhas? Será que o ser humano está separado dessa natureza que não faz escolhas? Ou as escolhas e a natureza e o ser humano fazem parte dum todo que evolui conjuntamente???...

AngelBoop disse...

ninnnnnnnnnnaa está farta de quê?????
Jinhos tlf-me sim.

Peter disse...

su, vim visitar o teu outro blog, o que não consta dos n/links.
Tenho alhuns livros da Augustina, pois talvez seja uma espécie de bibliófilo, mas nunca li nenhum. Não sei porquê, mas não consigo passar das primeiras páginas.

Su disse...

mfc... claro q podemos escolher, se são as mais acertadas? opss

margusta... xanax:)))))

moon....isso é q foi, linha a linha:))gostei...

amaral...sempre lúcido...fazemos parte dum todo , sim..

angel...a nina su está assim assimm.. como o clima..ou como as marés.....

peter...eu sei porquê..ehehehe, eu tb não te disse se tinha lido tudo..opssss

jocas maradas cheias de escolhas

reverse disse...

As paixões mudam o mundo. Fazem avançar, são verdadeiros motores de qq coisa sobre a qual incidam.
Bjs.

Nilson Barcelli disse...

O evoluir das coisas também serve a espécie...
Gosto de ler a Augustina, porque ela escolhe escrever quase sempre em cima da sua própria experiência.
Boa escolha.
Beijinhos

Pedro disse...

Por muito livres que possamos pensar ser, a liberdade de escolha do ser humano é incrivelmente limitada. Em todos os aspectos da vida.

No que toca a sentimentos, então a escolha é nula. Como disse o outro senhor "Sabedoria é uma vela que alumia o caminho já percorrido". Não se ganha experiência com as relações humanas, pois elas são unicas e sempre diferentes. O que é bom para um é péssimo para outro.

Aceitemos, vivamos com o melhor que a vida tem, e vamos amar. Muito. Só amando acabamos por nos conhecer. E não há evolução sem conhecimento.

Su disse...

nilson...o evoluir serve sim.jocas

pedro...gostei de ler-te
jocas maradas e lucidas como a tua escrita