domingo, outubro 30, 2005

afasto-me


“Incapaz de escrever uma linha, hoje.
Dói-me a alma, e o pensamento é um navio perdido em mar de bruma.
Incapaz de me nortear, de sequer me aguentar, erecta, neste chão donde brotei como uma árvore.
O que é que tenho?
Quem é que me fez mal?."

[in, A Personagem]
Maria Ondina Braga

13 comentários:

Mendes Ferreira disse...

Ondina Braga, uma amiga mt especial...uma mulher que "mugia" as palavras e o sentimentos com a cor de uma serenidade...aparente...gostei e a encontrar aqui. bjo.

Maria do Céu Costa disse...

Hoje estou aqui para dizer, Obrigada pela mensagem de felicitação que deixou no AQUI. Beijinhos.

wind disse...

Fui 1º ao teu outro blog. Este parece-me mais intimista:) E sim podes usar a foto:)

titas disse...

O post anterior (muito bonito) e agora este desabafo de Ondina Braga ....

Coincidência, ou devo preocupar-me?

Está tudo bem, minha maradinha?

//(~_~)\\ um beijo da Titas

Amaral disse...

Estados de ser que criamos na realidade dos dias que se seguem, acumulados num único instante do tempo…

Ana disse...

Há dias assim!
Que seja apenas um belíssimo poema de Ondina Braga e a bela imagem que bem o ilustra.
Beijo.

José António Barreiros disse...

Bom dia. Ao rever a referência à Maria Ondina Braga, uma mulher cuja vida parecia de súbito vivida em vão, quero deixar aqui uma palavra. Não sei o que diga com ela. Mas fica à mesma. Uma palavra!

Nilson Barcelli disse...

Olha lá minha marada, isto é o adeus ou as bonitas palavras da autora nada têm a ver com isso?
Beijinhos.

cm disse...

cada outono é a promessa renovada de uma primavera...por vezes as marés são assim..vazias...mas o mar não para...

Su disse...

mendes ferreira...é isso, uma mulher de palavras e sentimentos

maria do ceu...já postei:) obga digo eu

wind...intimista, é mesmo, merci, claro q a tirei gentilmente:)))))

titas... não te preocupes linda, eu sou assim...

amaral...neste momente é meu estado de ser, por mim criado:)

ana...há dias assim, há dias..

jab...gostei da palavra

cm ... costumo dizer q sou como o mar, com marés

jocas maradas per tutti

Paulo Figueiredo disse...

Keep Smiling!!!

Cabral-Mendes disse...

A poesia inserta no postal é linda e revela de modo extraordinário os nossos estados de alma em certos dias; a fotografia que a acompanha é um sonho...revela a magia da fragilidade da mulher, toda a sua beleza, toda a sua poesia...

Luísa disse...

Diz tudo... estados DA ALMA.

Bjs
Lu