domingo, junho 01, 2008

sou


Sou uma mulher madura
Que às vezes anda de balanço
Sou uma criança insegura
Que às vezes usa salto alto
Sou uma mulher que balança
Sou uma criança que atura
Martha Medeiros

14 comentários:

pb disse...

És como és, única e singular !! beijo

Olá!! disse...

ainda bem:))
beijossss

mfc disse...

É óptimo que sejamos assim... é sinal de normalidade!

sagher disse...

um lindo seio sim senhor

wind disse...

Isso é a normalidade. Linda foto:)
Beijos

Su disse...

pb; olá; mfc; sagher; wind...


jocas maradas...sempre

martim de gouveia e sousa disse...

mesmidade assertiva. bjo.

~pi disse...

infinitamente: sou pi ~

jorge c. disse...

Venho devolver-lhe a visita.
Vou passando por cá.

Su disse...

martim..:)

pi...in.finita.mente:)

jorge c....merci. q não seja obrigação:)


jocas maradas...sempre

Liana disse...

gostei imenso do poema

João Videira Santos disse...

texto com fota a condizer...

Carol Barcellos disse...

Ser mulher é assim mesmo...

Beijinhos doces cristalizados!!! :o*

P.S. Me parece que os homens não prestaram tanta atenção ao poema. ;oP

Su disse...

carol...somos mais complexas do que eles.........em sentido positivo:) ..jocas