segunda-feira, janeiro 01, 2007

Foto de Ivan Jorge -PicoArieiro
por mais que diga
atropelo as palavras
e a garganta não escoa a desordem
de sons desconexos das fendas
húmida dos olhos
num falhanço de frases nunca terminadas

é sempre assim enquanto me debato
entre as ondas serenas
de uma raiva difusa contra as nuvens
súbitas e baixas
inquietas que sinto acumular em densidades
de algodão em rama sobre os ombros

e sempre a impressão
abrupta
de batimentos de asas alcançando
em frémitos de azul
o infinito

Carlos Nogueira Fino

10 comentários:

Isabel-F. disse...

Desejo-te um muito feliz 1º dia do ano.

Beijo com carinho

Rosa dos Ventos disse...

Lindo...

wind disse...

Belíssimo!:)
beijos

Anónimo disse...

Passei para te desejar um Feliz Ano Novo, que ele te traga tudo o que ambicionas.
Um beijinhu :)

Daniel Aladiah disse...

Feliz 2007, Su!
Um beijo
Daniel

reverse disse...

Deixo-te um beijo e os desejos de um bom ano.

Conceição Bernardino disse...

Olá
Nasceu um novo sorriso em 2007, pois podemos estar longe mas o mundo torna-se pequeno quando te sinto por perto.
Obrigada
Beijinhos
Conceição Bernardino

Anónimo disse...

Belíssimo poema!

Sea disse...

passo e deixo-te um beijo, em dia especial.

Su disse...

isabel-f; rosa dos ventos; wind; cris; daniel aladiah; reverse; concceição bernardino; hfm; sea....

feliz ano e jocas maradas..sempre