quarta-feira, janeiro 03, 2007

E se a laranja cair? E o poema?

(...)
A queda da laranja provocará o poema?
A laranja voadora é , ou não é,uma laranja imaginada por um louco?
E um louco, saberá o que é uma laranja?
E se a laranja cair? E o poema?
E o poema com uma laranja a cair? E o poema em forma de laranja?
E se eu comer a laranja,estarei a devorar o poema? A ficar louco?
(...)
E a palavra laranja existirá sem a laranja?
E a laranja voará sem a palavra laranja?
E se a laranja se iluminar a partir do seu centro, do seu gomo mais secreto, e alguém a (esquecer) no meio da noite-servirá (o brilho) da laranja para iluminar as cidades há muito mortas?
E se a laranja se deslocar no espaço-mais depressa que o pensamento, e muito mais devagar que a laranja escrita - criará uma ordem ou um caos?(...)

Al Berto - Prefácio para um livro de poemas

10 comentários:

Anónimo disse...

Tenho que arranjar laranjas para ter cá em casa. Ainda não as provei, este inverno.

António Almeida disse...

a laranja já caiu...
em 20-02-2005!
:-))

Anónimo disse...

"E se eu comer a laranja,estarei a devorar o poema? A ficar louco?" - eu responderia fabulosamente louco, mas isso sou eu! ;)

Su disse...

arion..depressa.....:)

antonio almeida...eheheh

fábula.....falulosa.mente:))))))

jocas maradas

A. disse...

...doce e boa laranja.






um Novo Ano cheio de boas surpresas Su.
Muita coragem para continuares assim...bem que te sinto.

:)
Abraço querida Su.

Isabel-F. disse...

Adorei ...

Tem um bom fim de semana
Bjs

as velas ardem ate ao fim disse...

E ao anoitecer( Al Berto-o meu poema preferido)

e ao anoitecer adquires nome de ilha ou de vulcão
deixas viver sobre a pele uma criança de lume
e na fria lava da noite ensinas ao corpo
a paciência o amor o abandono das palavras
o silêncio
e a difícil arte da melancolia...

Talvez uma ordem...

bjinhos

Morrigan disse...

Podem cair muralhas, cair impérios, monarquias e diatadores. Mas há algo que nunca cai: o poder da palavra. Um beijo e bom ano

Inexitah disse...

um pouco estranho mas espectacular.

parabens pelo blog.
voltarei mais vezes!

Teresa David disse...

Eu diria que não é um poema mas sim um dilema!
Bjs
TD