terça-feira, agosto 04, 2009

nunca

foto de Maria
Nunca fui como todos

Nunca tive muitos amigos

Nunca fui favorita

Nunca fui o que meus pais queriam

Nunca tive alguém que amasse

Mas tive somente a mim

A minha absoluta verdade

Meu verdadeiro pensamento

O meu conforto nas horas de sofrimento

não vivo sozinha porque gosto

e sim porque aprendi a ser só...

Florbela Espanca

11 comentários:

Fernanda disse...

Um abraço...
Um abraço sem mar...

abriendo puertas y ventanas disse...

Esse blog é um deleite para olhos e ouvidos, parabéns, virei fã!

Marta disse...

e eu aprendi que vir aqui é fundamental para o equilibrio da alma blogosférica :)

mfc disse...

De uma profundidade que toca fundo!

Isaura Pereira disse...

Olha a grande Florbela Espanca ... como eu gosto ;)

Obrigado por esta leitura :-)

Jocassss

Su disse...

fer; abriendo...; marta; mfc, isaura ...................



jocas maradas..........sempre

acutilante - frank verlag disse...

Aprender a viver só.... É uma arte!
F. E.´, sempre! Pois...

Teresa Queiroz disse...

grande Florbela Espanca

... e sim aprendemos a ser sós :)

Pedrasnuas disse...

FLORBELA ESPANCA UMA GRANDE POETISA MAS UMA SOFREDORA E A ESCRITA DELA REFLECTE ISSO MESMO...AS ENORMES DEPRESSÕES EM QUE ANDAVA MEGULHADA

Dead Porcelain Doll disse...

Incrível, não é?? Tanto que compartilho com este sentir de Florbela Espanca... Mas se ela se teve a si e à sua verdade... e à sua solidão... pois já teve mais do que a maioria dos seres humanos...

sonja valentina disse...

... como é boa esta diferença....