quinta-feira, março 12, 2009

A implosão da mentira

foto de Pedro Monteiro
Mentiram-me.Mentiram-me ontem
e hoje mentem novamente
. Mentem
de corpo e alma, completamente.
E mentem de maneira tão pungente
que acho que mentem sinceramente.
(...)
Tanta mentira assim industriada
me faz partir para o deserto

penitente/mente, ou me exilar
com Mozart musical/mente em harpas
e oboés, como um solista vegetal
que absorve a vida indiferente.
(...)

3 comentários:

Pedrasnuas disse...

É tão doentio acreditar na sua própria mentira!?

Jocas

Su disse...

pedras...........é horrendo ....
jocas maradas

Fabulosa disse...

já tinha lido os primeiros versos no teu blogue.... =)