terça-feira, abril 22, 2008

APOSTILA (11-4-1928)

Aproveitar o tempo! Mas o que é o tempo, que eu o aproveite? Aproveitar o tempo!
(...)
Verbalismo... Sim, verbalismo... Aproveitar o tempo!
(...)
Aproveitar o tempo!
Ah, deixem-me não aproveitar nada!
Nem tempo, nem ser, nem memórias de tempo ou de ser!...
Deixem-me ser uma folha de árvore, titilada por brisa,
A poeira de uma estrada involuntária e sozinha,
O vinco deixado na estrada pelas rodas enquanto não vêm outras,
O pião do garoto, que vai a parar,
E oscila, no mesmo movimento que o da alma,
E cai, como caem os deuses, no chão do Destino.

3 comentários:

ines disse...

fim de semana grannnnde, vamos mas é aproveitar!

bom feriado, bom fim de semana!

Vanda disse...

Bom....para iniciar :) estou a reconhecer o big eye :)o que quer dizer que aproveitei bem o meu tempinho em Londres :) Logo ao lado está a exposição de Dalí...onde me perdi durante quase 3 horas...porque tb lá estava Picasso...o que quer dizer que aproveitei muito bem o meu tempinho em Londres :)

Resumindo, aproveitar o tempo que temos é gastá-lo a FAZER algo gratificante e que nos dê prazer ou conhecimento, ou a pensar nos outros, num gesto altruista de ser pó ou folha, vento ou brisa, poema ou testamento...fazer uma sopa à mãe, endireitar-lhe os lençóis ou dar um beijo a uma amiga :)

Aproveitando o tempo, é verdade :) deixo-te um beijo :) repenicado :)

Su disse...

ines.......bom fim de semana

van....gosto desse teu gastar de tempo, gostei do beijo repenicado...mil em ti:))


jocas maradas para ambas...sempre