domingo, março 04, 2007

gastos

foto de David Duarte
Passamos pelas coisas sem as ver, gastos,
como animais envelhecidos: se alguém chama por nós não respondemos,
se alguém nos pede amor não estremecemos,
como frutos de sombra sem sabor, vamos caindo ao chão, apodrecidos
E.Andrade

8 comentários:

R.J disse...

Atraves do nosso bem estar conseguimos alcançar todos os nossos sonhos, as nossas metas, os nossos desejos...
Através do nosso bem estar conseguimos ser melhores e ajudar os que nos rodeiam...
Tudo começa no nosso interior...
E porque o nosso bem estar é importante para nós e para a nossa felicidade, pode contar comigo para ajudar
http://saudetransformacao.blogspot.com/
Obrigada por este minuto de atenção...

wind disse...

grande verdade este poema de EA!
É preciso saber ver!
beijos

Rosa dos Ventos disse...

Antes diluídos...mas a maior parte das vezes apodrecidos mesmo!

pb disse...

passamos pelas coisas sem as ver, nesta vivência rotineira, urge abaná-la, mas quando ? beijoka

as velas ardem ate ao fim disse...

A verdade refletida num poema.


bjos da Vela

Cristina disse...

é verdade...
tem uma boa semana,
beijinhus
:)

Yardbird disse...

Vês como o Eugénio tinha razão?
Beijinho

Su disse...

r.j....gostei de ler.te ..mas....nem sempre o bem estar é presente.............

wind...é sim....bjos

rosa dos ventos...gastossssssss...

pb....urge...........joca

as velas ardem até ao fim...concordo.joca

cris...sempre o melhor para ti , jinhuu

yarbird....ele tinha/tem razão.joca

jocas maradas........per tutti