sábado, janeiro 17, 2009

ou assim


foto de Kazuo Okubo

Atendo. Primeiro, ouço o teu silêncio; depois, uma inesperada mistura de soluço, gemido, lamento; finalmente a tua voz: desculpa. Não respondo; limito-me a perscrutar o silêncio, opressivo e acusador, triste, solitário; e aguardar, certo de que uma explicação acabará por surgir, inesperada e definitiva. Por fim, a voz (mas será mesmo a tua?) repetindo-se: desculpa; pausa, respiração ruidosa e irregular. Depois: não consigo continuar. Hesitação, disfarçada de soluço. Não quero continuar. E eu a olhar para onde? A pensar o quê? Ouvindo e aceitando, incrédulo. A voz arrastando-se num murmúrio distante e vazio, frágil: tenho que fugir disto. (Disto? O que é isto?) Mudar, recomeçar. Contrariar este destino. Percebes? (Não.) Eu a apertar o telemóvel contra o ouvido e tu a dizer (ou eu a imaginar-te dizer, talvez): estou farta desta nossa relação, desta vida, desta monotonia, desta lamúria, deste nosso fado. Pausa e suspiro, bocejo (bocejo?). Mesmo cansada deste nosso fado, sabes? Apetece-me tanto outra coisa qualquer. Algo novo. Diferente. Sei lá: música de dança. Mais uma pausa; e um sorriso: será que ouvi mesmo um sorriso? Sim, é isso: chega de fado. Agora, quero música de dança na minha vida. Techno, ou assim. E desliga.

Paulo Kellerman visto na Minguante

5 comentários:

UMA PAGINA PARA DOIS disse...

O AMOR
Amo o amor que se reparte
em beijos, leito e pão.
Amor que pode ser eterno
mas pode ser fugaz.
Amor que se quer liberar
para seguir amando.
Amor divinizado que vem vindo
Amor divinizado que se vai.

Pablo Neruda

Passei para desejar-lhe um domingo e uma semana cheio de amor e felicidade.
Abraços

Alisson da Hora disse...

lendo e relendo, pra tentar se dissolver no silêncio...

beijo

Arabica disse...

O fado talvez acorde um lado sensível e nostalgico que nem sempre temos força pra viver...


Bom domingo e besos

Su disse...

uma pagina para dois.......gostei


alisson....re..lendo...........sim

arabica.....q não seja fadário.bjo


jocas maradas.........sempre

O2 disse...

è, eu pessoalmente não vou mto com a cara dele, mas concordo muito com aquele titulo... "O amor é fodido!".

Força.

beijos