terça-feira, fevereiro 19, 2008

no silêncio

foto de Lu Peçanha

14 comentários:

as velas ardem ate ao fim disse...

Fico aqui ao´pé de ti, pode ser...em silencio?

bjinho

Gi disse...

Vim pôr a leitura em dia...

Saio repeitando o teu silêncio. É uma das coisas que mais aprecio por aqui ... de vez em quando preciso dele ( e muito)

beijinhos

António Almeida disse...

Agora que o silêncio é um mar sem ondas,
E que nele posso navegar sem rumo,
Não respondas
Às urgentes perguntas
Que te fiz.
Deixa-me ser feliz
Assim,
Já tão longe de ti como de mim.

Perde-se a vida a desejá-la tanto.
Só soubemos sofrer, enquanto
O nosso amor
Durou.
Mas o tempo passou,
Há calmaria...
Não perturbes a paz que me foi dada.
Ouvir de novo a tua voz seria
Matar a sede com água salgada.

(Miguel Torga)

António Almeida disse...

agora um comentário mais brincalhão...
que rico par de pernas!

Su disse...

as velas....fica ....bjo

gi...tb eu...tantas são as vezes...jinho

antonio...merci pelo poema deixado......:))))


jocas maradas...sempre

wind disse...

Adoro o silêncio.
Beijos

C Valente disse...

O repouso, ou a meditação, o que leva ao silêncio, qualquer destas a imagem é muito apropriada.
Saudações amigas

Vanda Baltazar disse...

Su...

...logo hoje????


Com um pc novinho em folha eu sou lá capaz de uma coisa dessas ;)

Beijo

Anónimo disse...

É no silêncio, por entre os recortes que se inscrevem na nossa mente, que descobrimos o reforço que precisamos. Eu adoro o silêncio.
Bela foto!
Beijos ,
Anne.
http://www.anne_voce.blogger.com.br

Pepe Luigi disse...

Do simples pormenor estético nasce o mais fecundo apelo sinestésico.

Fique bem e desejo-lhe um Bom Fim de Semana.

Sorrisos em Alta disse...

(ooops.... saio de fininho, para não interromper, mas deixo um bilhetinho a dizer que volto aqui outra vez... shhhhhiuuuuuuuuuuuuuuuuuuuu)

E bom fim-de-semana

Fábula disse...

às vezes também precisamos do silêncio...

francisco carvalho disse...

Belíssima foto.

Alien David Sousa disse...

O silêncio é mesmo de ouro. E só nos aprecemos disso quando alguém nos priva dele.
Beijinhos