quarta-feira, julho 12, 2006

microcosmo


breves casuais
estátuas de gelo,
só temos a mais
a voz e o cabelo


por dentro quem sabe
o que as coisas são?!
-num átomo cabe
qualquer ilusão


carlos queiroz

15 comentários:

amigona disse...

Lindo!!!! Beijo...

hl disse...

Que dizer...efémeros como o gelo numa tarde de Sol, a ilusão (Alma) permanece eterna:)
Beijinhos:)

dulce disse...

Estátuas de gelo tb podemos ser.
Beijos

Ana P. disse...

Hoje queria começar a sentir-me tipo estátua....

As estátuas não têm dor, pois não?

Beijinhos

Isabel-F. disse...

...e parabéns atrasados (hoje é dia 13) ...pelo dia dos teus anos...

felicidades e beijokas

Su disse...

amigona...belo.bjo

hl...alma permanece sim....jinhos

dulce....somos mta vez..jinho

ana.p...caso tenhas a certeza q não..tb quero sÊ.lo...jocas

isabel.f...estas no dia certo...12..jinhos

jocas maradas per tutti

DE PROPOSITO disse...

A ilusão cabe em qualquer ser 'pensante'.
Beijos.
Manuel

Dilbert disse...

Parabéns, parabéns, parabéns :)
Viva a Su... viva !!!!
Desejos de um grande e feliz dia, mês, ano, década, século... eheheh
Biliões de jokas pra tu deste miguinho da mesma safra :D

wind disse...

Mas o gelo derrete-se com o calor:)
Muitos parabéns e felicidadessssssssssssssssssssssssssssss:-))))))))))))))))))))
beijos

Su disse...

de proposito...a ilusão:))))bjo

dilbert...só tuzinho para te lembarares da mad* nesses termos ehehehe jocas muitas para ti e sendo da mesma safra são de marar:))

wind...com o calor derretemo.nos todos:))))))))))) merci. jinhos

Teresa David disse...

Além de ter gostado do poema pela beleza da imagem gráfica mas tb das palavras, quero mandar um beijo especial, pois apercebo-me pelos comments que fazes anos. Tudo de bom para ti.
Também te vou linkar no meu blog, é sempre a forma eficaz de não deixarmos de visitar os blogs que gostamos.
Um dia feliz e um abraço
Teresa David

lique disse...

Toda a ilusão na efémera vida do gelo...
Algo me faz acreditar que fazes anos. Muitos parabéns e um beijo grande. Felicidades!

Lmatta disse...

Lindo
Lindo
Lindo
beijos

GNM disse...

É um poema muito simples, e
muito verdadeiro!

Continua a sorrir!

Rosa dos Ventos disse...

Por acaso dei com o Xanax e como costumo ter periodicamente uns jantares "xanax" com amigas do peito, gostei do nome e passei a visitar-te.
Este breve poema refrescou-me neste dia de calor mas deixou-me um pouco atormentada também.
Não por mim mas por aqueles que amo e já desapareceram como se fossem estátuas de gelo.
Obrigada pelo belo poema...e já agora parabéns!