domingo, junho 04, 2006

tenho razão de sentir saudades

foto de Luis Rocha dos Reis

tenho razão em sentir saudades, tenho razão de te acusar.
houve um pacto implícito que rompeste. e sem te despedires
foste embora.
detonaste o pacto. detonaste a vida geral, a comum aquiescencia
de viver e explorar os outros rumos da obscuridade sem prazo, sem consulta sem provocação
até ao limite das folhas caidas na hora de cair.
antecipaste a hora.
teu ponteiro enlouqueceu,
enlouquecendo nossas horas.
que poderias ter feito de mais grave
do que o acto sem continuação, o acto em si,
o acto que não ousamos nem sabemos ousar
porque depois dele não há nada.
tenho razão para sentir saudades de ti, de nossa convivencia em falas camaradas,
simples apertar de mãos, nem isso,
voz modulando sílabas conhecidas e banais que eram sempre certeza e segurança.
sim, tenho saudades, sim, acuso-te porque fizeste o não previsto
nas leis da amizade e da natureza
nem nos deixaste sequer o direito de indagar
porque o fizeste, porque te foste.

(C.D.de Andrade)

27 comentários:

nunocavaco disse...

A saudade demonstra o quanto a velha máxima é verdade, nunca sabemos realmente o que temos, só quando o perdemos, ou não temos é que sentimos o quanto era importante. A partida custa, seja ela como for.

hl disse...

Saudade...dói sempre
Beijinhos:)

dulce disse...

Beijos doces :-)

a lice disse...

Beijinhos e uma boa semana!

jmideias disse...

Às vezes é bom ir sem avisar.

Beijinhos Malucos

wind disse...

Por vezes é a melhor saída e para quem fica o melhor é não tentar perceber e continuar em frente. beijos

Mendes Ferreira disse...

adorei..........! tens razão. o cálica da saudade é amargo...mas tb nos ensina a acreditar...(juro...)

beijos. razoáveis. e um sorriso. Bom dia Sa.

terragel disse...

SUSANA, quanto mais falamos de saudade, mais se tem para falr de maneiras diferentes do mesmo sentimento. Eu nem sei mais o que pode ser uma saudade, porque por enquanto todos os sentimentos do gênero estão congelados dentro de mim.
Bjs

AS disse...

Pelo menos... um adeus!...

já imaginaste saber porquê essa partida sem aparente justificação?

Um beijo

badger disse...

A saudade...

è aquele sentimento quase desejável de não sentir!!

Parabéns pela escolha do texto!!
Beijo

Joaquim Amândio Santos disse...

"
reduzido ao vazio
no preciso pedaço de tempo
que sucedeu à tua ida,
em mim já não me resto.
"

Daniel Aladiah disse...

Querida Su
E há partidas irremediáveis...
Um beijo
Daniel

Nilson Barcelli disse...

Uma justificação, pelo menos, devia ter sido dada.
As saudades, por isso, são imerecidas por quem partiu.
Beijinhos.

Luna disse...

Por vezes é dificil saber os porquês, quando os quereres nos sofocam
beijinhos

marakoka disse...

nunocavaco...nem spre assim é....

hl...doi sim.jinhos

dulce; a lice ..feliz semana, jinhos

jmideis...isso é sair?..jocas

wind....temos de continuar...beijos

mendes....mto amargo, juras? jinho.t

terragel...ops terra descongela já todos os sentimentos...bjos

frog....há gente.....mta gente....bjos

badger....a saudade em mim é sempre a presença do ausente. beijo

joaquim...gostei....muito.

daniel...irremediável só a morte...beijo

nilson...entendi, mas não deixa de haver saudades..mesmo assim....jinho

luna...querer, sufocar, partir.....


jocas maradas per tutti

martim disse...

às vezes, sempre, importa partir. bjo, susana.

Vanda Baltazar disse...

...a saudade pode encher uma casa.
fazer-nos tropeçar em cadeiras e em soluços.

Fazer-nos não encontrar sitio para o riso ou cadeira onde sentar uma nova pessoa.

partiste e ficou a saudade.

um beijo.

taxi driver disse...

dificil de comentar.
bjs

Lmatta disse...

Saudade... quem não as tem
beijocas

ÍntimoSedutor disse...

Me encantei com o post e com seu texto, Parabéns pela escolha...
Beijos...

floca disse...

Escolha maravilhosa!
Ás vezes dou comigo a pensar se não deviamos deixar isto da escrita para quem realmente percebe da poda...

DE PROPOSITO disse...

Andei por aqui, vendo as tuas, a tua saudade.
Fica bem.
Manuel

Ana disse...

As saudades surgem sempre por uma razão... a ausência.
Um beijo.

marakoka disse...

martim...importa.sempre.bjo

van...a saudade encheu.....me. jinhos

taxi; lmatta; intimo; floca; de proposito; ana....

jocas maradas per tutti

Berenice disse...
Este comentário foi removido por um gestor do blogue.
Berenice disse...

Perdidos dentro de si próprios, amarrados a fortes amarras interiores, há aqueles que que não conseguem ver o Outro, mas que, iludidos, pensam ser assim livres.
Esses partem sem uma justificação, sem sequer um adeus, desonestos e ofensivos, cruéis.
Toma consciência dessa torpeza, de todo o valor que tens, ama-te ainda mais e dá uma varredela nessas saudades. Um dia destes, percebes que também elas não eram mais do que um poluente na tua existência.
Segue em frente e abre espaço para alguém à tua altura.
Muitos beijinhos.

Su disse...

berenice...obgda pelas palavras. jinhos para ti