sexta-feira, julho 18, 2008

Escada sem corrimão

foto de Susana Monteiro
É uma escada em caracol
e que não tem corrimão.
Vai a caminho do Sol
mas nunca passa do chão.
Os degraus,quanto mais altos,
mais estragados estão.
Nem sustos nem sobressaltos
servem sequer de lição.
Quem tem medo não a sobe.
Quem tem sonhos também não.
Há quem chegue a deitar fora
o lastro do coração.
Sobe-se numa corrida.
Correm-se p ’rigos em vão.
Adivinhaste: é a vida
a escada sem corrimão.
*David Mourão-Ferreira*

12 comentários:

acutilante - frank verlag disse...

A escolha do poema e do poeta é excelente.

Special K disse...

simplesmente lindo. Só mesmo um poeta maior como o David. beijos

Paradoxos disse...

Tal como a escada da vida, também não tem. Beijão. Bela foto lindas palavras

Edu

ηatalie αfonseca disse...

Heheh!
Que giro, gostei muito! :))
Foto bonita e belo poema :)

***

Anónimo disse...

É mais difícil descer do que subir.


luigi

Parapeito disse...

Gostei de o ler aqui :)
**

Gi disse...

Este é um dos meus poemas favoritos.

Su disse...

acutilante; special K, paradoxos; natalie; parapeito; gi;.....
luigi....acho mais facil descer......pois.......

jocas maradas.........sempre

douglas D. disse...

imprecisa vida...que segue.

Anónimo disse...

Numa escada sem corrimão convêm subir devagarinho,eu já consegui subir 2 degraus...mas ainda tenho uns quantos para subir até me esbarrar na porta.........

Ida de Volta

Ju disse...

E eu que sou cheia de tonturas...
Adoro vir aqui.
B.Ju

su disse...

ADORO ESTA FOTO...saudades destes ambientes!!!!