sexta-feira, fevereiro 05, 2010

Igual-desigual

foto de rené maltete
Eu desconfiava:todas as histórias em quadrinho são iguais.
Todos os filmes norte-americanos são iguais.
Todos os filmes de todos os países são iguais.
Todos os best-sellers são iguais.
Todos os campeonatos nacionais e internacionais de futebol são iguais.
Todos os partidos políticos são iguais.
Todas as mulheres que andam na moda são iguais.
Todas as experiências de sexo são iguais.
Todos os sonetos, gazéis, virelais, sextinas e rondós são iguais e todos, todos os poemas em versos livres são enfadonhamente iguais.
Todas as guerras do mundo são iguais.
Todas as fomes são iguais.
Todos os amores, iguais iguais iguais.
Iguais todos os rompimentos.
A morte é igualíssima.
Todas as criações da natureza são iguais.
Todas as ações, cruéis, piedosas ou indiferentes, são iguais.
Contudo, o homem não é igual a nenhum outro homem, bicho ou coisa.
Não é igual a nada.Todo ser humano é um estranho ímpar.
Carlos Drummond de Andrade

5 comentários:

EDUARDO POISL disse...

"... E de novo acredito que nada do que é
importante se perde verdadeiramente
Apenas nos iludimos, julgando ser donos das coisas,
dos instantes e dos outros.
Comigo caminham todos os mortos que amei,
todos os amigos que se afastaram,
todos os dias felizes que se apagaram.
Não perdi nada, apenas a ilusão de que tudo podia ser meu para sempre."

Miguel Sousa Tavares

Desejo um lindo final de semana.
Abraços com carinho.

Fernanda disse...

Ímpar, sim e iguais...

Mas o homem é um ser desigual,contudo, há sempre um Desigual entre os iguais, que cedo ou tarde, acaba por se tornar Igual...
É sempre uma questão de tempo e persistência...
No fundo, procuramos todos as mesmas coisas e sentimos as mesmas coisas de forma igual,...negando sempre que não é assim...

Gostei muito do texto, porque é assim a vida
:)

Abraço sem mar

wind disse...

Grande CDA!
Beijos

Su disse...

eduardo; fer; wind....

jocas maradas.sempre

Miss jane disse...
Este comentário foi removido por um administrador do blogue.